sábado, junho 09, 2007

Quantas consciências têm um médico?

“60% dos médicos que trabalham em hospitais públicos declararam-se objectores de consciência”
TSF, 9 Jun 2007

O próximo passo consistirá em descobrir, de entre esse grupo, qual a percentagem relativa aos que deixam a consciência guardada no cacifo do hospital, esquecendo-se de a levar consigo sempre que se deslocam em serviço a uma clínica privada.

10 comentários:

Cristina disse...

isso são outras contas...:(

mas sabes que a Espanha tem o emsmo problema, por isso é que a maioria das IVG são feitas na privada.

beijos

Eric Blair disse...

Boooooom dia.
Sei sim, daí a facilidade em escrever a posta. Como deves imaginar, estavas no meu pensamento enquanto escrevia a posta, mas eu sei que tu és uma pobre de uma monoconsciente :)

Odysseus disse...

A solução vai passar pelas clínicas privadas, o que muita gente não terá dinheiro e recorrerão à clandestinidade, o pior é como tu dizes, por vezes nessas clínicas estão lá os objectores hospitalares ;)

PintoRibeiro disse...

Lapidar, lapidar K'mrd.
Assino por baixo e votei não. Pois.
Abraços,

Pipinha disse...

pois... esquecem-se sempre desse pormenor... Besitos!

Klatuu o embuçado disse...

Exacto! Quando o aborto estava (mais) criminalizado... não havia tantas «consciências»!!

SA disse...

realmente ora aí esta uma questão que se calhar já tem outra resposta

menir disse...

Pois... é o juramento de Hipócrata...

Cristina disse...

Eric

pooobre mesmo.
não sei se não seria melhor ser policonsciente :p

agora a sério: acredito que as pessoas que não são objectoras acabam por se dedicar só à privada. afinal que vantagem ha em continuar no hospital?

;)

Eric Blair disse...

Arrumaste comigo!