sábado, janeiro 23, 2010

Jornalismo de e para atrasados mentais

A notícia do DN: “Sónia Lisboa e os 3 irmãos vivem sozinhos com 220€/mês” tem como subtítulo “Adolescentes não têm sequer televisão”. Entrando no texto da notícia, lê-se de entrada: “Não têm televisão nem aquecedor, não sabem o que é uma consola de jogos …

A notícia, assinada por um tal Amadeu Araújo, revela uma pobreza de espírito confrangedora. A esse tal de Amadeu não impressiona a falta de dinheiro para o pão, a água, a sopa, a roupa, os medicamentos, ou até mesmo esse luxo que são os livros. Não, o drama primeiro é não ter, imagine-se, televisão. Vá lá que ainda mete como necessidade segunda um aquecedor, mas logo a seguir o que é que vem? Pois, claro, uma consola de jogos.

8 comentários:

Animal disse...

livros? isso é da nintendo?

Eric Blair disse...

playstation, pá, vê-se logo que também és carenciado

Pipinha disse...

mas cá no país estão habituados a premiar a estupidez!

Animal disse...

por acaso devo andar aarenciado de magnésio: é só cãimbras...

francis disse...

tristeza.

San disse...

É o Correio da Manhã travestido de Diário de Notícias

Vitor Manuel disse...

Porque é que isto em Portugal não me espanta!
Quem como eu trabalhou (e aos que ainda trabalham) na área de solicitadoria de execução (penhoras lol) isto não espanta, porque por norma não se importavam que se penhorasse tudo desde que não se levasse a tv.
É como os pedintes, não querem pão, querem euros...
Depois é aquela situação, o termo de comparação com a experiência de vida do próprio pseudo-jornalista.
Só falta o "24 horas"

Maria P. disse...

Enfim...

...pensei mas não escrevo, fico mal disposta...

:)Bom sábado!