sexta-feira, abril 02, 2010

Volta ...


Quando passei pelos escuteiros, um dia, num acampamento, mandaram-nos embrenhar na natureza e trazer ou fazer algo - um desenho, uma folha, uma pedra, um poema, ... - que reflectisse blá, blá, blá.

Espalhá-mo-nos, e a primeira coisa que eu fiz foi procurar uma moita porque estava aflito para enviar uma encomenda postal ao sá carneiro (primeiro ministro de então). Cumprido o desígnio pensei na melhor forma de libertar a minha inconsequente irreverência e resolvi anotar o tempo que demorava a chegar a primeira vareja, a segunda e por aí fora.

Feito o relatório regressei, esperançado numa forte reprimenda, mas sou premiado com a melhor pontuação de entre todos os miúdos que recolheram folhas, pedras, fizeram desenhos, poemas, prosas, enfim, ganhei aquela prova.

Moral da história: todo o burro come palha, é preciso é saber dar-lha.

8 comentários:

Piotr Kropotkine disse...

ahahahaahahah!!!!!!! cum carago pá ....impagável....

Eric Blair disse...

juro pela minha honra e com a graça de deus, que é verdade

Animal disse...

tu ganhas um prémio dos jogos florais, houve um gajo mais esperto que tu:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Merda_de_Artista

o gajo facturou a vender o cocó ao preço do ouro... às vezes dedico uma aula a esta merda (Bolonha rulezzz)

aprende.

Eric Blair disse...

sempre fico com a merda da medalha de prata. Ou será a medalha de prata da merda?

António Barbosa disse...

Boas...
é precisamente devido á relatividade do conceito de arte que eu entro no Busty.pl e me sinto a entrar no Louvre.

Eric Blair disse...

eh eh

Animal disse...

pra body-art, sugiro umas incursões no redtube

San disse...

fantástico, Eric. a escatologia, entre a arte e a ciência!