quarta-feira, fevereiro 07, 2007

Coerência

Numa votação que terminou com 9 votos a favor e 6 contra, o Conselho Superior de Magistratura decidiu instaurar um processo disciplinar ao Juiz-desembargador Rui Rangel.

Instado a comentar, o visado terá já afirmado:

“ – o próprio resultado da votação é a prova evidente da existência de corporativismo no nosso meio profissional; caso contrário, como é que se explica que 6 dos meus meritíssimos colegas me tenham tentado proteger?”

8 comentários:

Kaos disse...

Nas Notas do Kaos relato hoje um outro caso de um outro juiz que foi suspenso por ter um blog e lá escrever. Nada vi de mal naquilo que li, mas andam a tentar silenciar as vozes que dasafinam do coro geral.
abraço

luikki disse...

e a censura aqui tão perto....

as velas ardem ate ao fim disse...

Eu vi a noticia e fiquei confusa.Co as declarações do proprio e com o facto de Laborinho Lucio ter tb comentado e nda alhe acontecer..

isabel mendes ferreira disse...

contigo.


apesar de longe.




beijos.

Opintas/Bernardo disse...

Claro que é corporativismo. Estamos num País de esquerda.

Animal disse...

e o menezes ainda não pediu a demissão do marques mendes? estranho.... anda aqui mãozinha corporativista, ai anda, anda...

Zé Lérias disse...

Com ironia ou sem ela e com razão ou sem ela, o juíz-desembargador tem que sujeitar-se à "democracia" que temos.
Abraço e bom fim de semana.

PR disse...

Estás vivo. Abraço K'mrd.