terça-feira, dezembro 18, 2007

Solidariedade


Conselhos práticos de ajuda ao Povo Marroquino que queira entrar no nosso país.
1. Sigam para a Ucrânia ou qualquer outro país de Leste e entrem depois em Portugal sem qualquer problema.

2. Quando desembarcarem em solo luso, refugiem-se no único local onde é dada a imunidade aos clandestinos, uma obra.

2. alínea a). Quando colocarem os pés em solo luso, violem a primeira pessoa que apanharem pela frente. Serão levados igualmente a tribunal, mas ficarão a aguardar julgamento em liberdade.

3. Evitem a zona ribeirinha do Porto. Há demasiadas balas perdidas.

8 comentários:

Curat - Coret disse...

Hi.. nice too meet you ^^

Francis disse...

tu sabes da poda pá...

Eric Blair disse...

Pois pessoal, é que do nosso ponto de vista, a coisa mais marcante que o povo luso fez nos últimos séculos, foi exactamente aquilo que vocês fazem: zarpar em busca de uma vida melhor, que nos livrasse da fome; mas na altura a coisa chamava-se "descobrimentos", agora trata-se de uma actividade ilegal e criminosa.
Como diria o Animal: é o mercado a autoregular-se, pá.

Francis disse...

eric, tás bué de assertivo...ou chateado com o mercado...

'mega' disse...

'é nisto que eu vejo que o país está em défice!!... para quando a dar à costa belas suecas em top-lesse e cueca de cabo na hélice??!!...'

SeDona_Su disse...

solidário, solidário seria este texto em berbere :-)

Anónimo disse...

tou de acordo contigo sedona_su ... e já agora, se no caminho se passarem por Chefchaouen e trouxerem qualquer coisinha a malta agradece.

seu_misha

isabel mendes ferreira disse...

posso juntar-me a TI?



beijos.

e tens razão...o menino está enganado...não é louro não. nunca foi.