domingo, janeiro 28, 2007

Impunidades do cavernícola

Parece que lá pró reino das bananas houve um grupo de professores que foi chamado a prestar declarações na polícia, por se ter manifestado publicamente contra o governo do Sócrates sem ter previamente requerido autorização.

Aparece, então, na televisão pública o cavernícola-mor, não com o habitual ar de bêbado arruaceiro, mas antes com uma candidez nunca por mim apreciada em semelhante criatura, a clamar que achava perfeitamente natural que o tal grupo não soubesse da necessidade da tal solicitação prévia de autorização, quando ele próprio a desconhecia por completo (!)*, mas que pensava que entretanto as coisas já estariam resolvidas, na medida em que ele próprio tinha acabado de redigir um documento explicando à PSP que o tal grupo tinha solicitado autorização mas que ele se tinha esquecido de a passar, e por isso o fazia agora, com efeitos retroactivos.

Vamos lá ver se nos entendemos: o que alberto rei das bananas disse foi que tinha acabado de escrever e assinar, com a chancela da Presidência do Governo Regional da Madeira, um documento falso.


* o ponto de “espantação” é meu.

13 comentários:

seu_misha disse...

(!)
fuckeneunbeli...

luikki disse...

prefiro um documento falso do berto à atitude vergonhosa das secretas do "engenheiro"....

as velas ardem ate ao fim disse...

Exatamente. E melhor desconhecia a regra...Coisa que o comum cidadão não pode fazer.

Mas triste tambem é os professores que serão ouvidos pel apolicia por coincidencia estarem na Manif contra o PM...

Papa Ratzi disse...

Se o governo da república fosse do PSD será que o banana Alberto também assinava o documento da treta?

Kaos disse...

O Bicho da Madeira só veio com essa treta porque se tratava de uam manifestação contra o seu inimigo Socrates. O grave aqui é esta pressão feita contra quem se manifesta em protesto. Mais uma vez atacam as liberdades e é urgente leventar as vozes contra isso (a manifestção de apoio ao Sócrates não sofreu o mesmo tratamento.
abraço

Eric Blair disse...

Não há nada para preferir, ó Luik. Eu nem sequer me pronunciei acerca das razões dos professores, nem das do soba (essas são amplamente conhecidas); isso fica em aberto para posteriores postas e bitatites. O que eu destaquei foi o segunite FACTO: ele disse publicamente e por iniciativa própria que tinha acabado de redigir um documento falso.

menir disse...

Espantoso é nós ainda nos espantarmos com estas coisas...

Anónimo disse...

ai ai ai...este beta mata-me....e as bananas tb.




sim...quase auto-retrato-


beijos doces.




imf piano y q.q.coisa...


raios...não entro sem ser como anónima.

Zé Lérias disse...

O Bocassa da Madeira ainda te come vivo!
Um abraço

Opintas/Bernardo disse...

Já não posso ouvir choradinhos a propósito de uma das corporações vip do país. Os profes. Abraço.

Zé Lérias disse...

Já vi!...
Vais ser saneado, "prontos!"

Eric Blair disse...

É mai tolquingue fóquing xainize?!

Cristina disse...

aiandarsetende mén! pá eu precisava de uma declaração falsa pás finanças , será que o gajo mensina?