terça-feira, setembro 23, 2008

O prémio, "Palhaço, vê-te ao espelho", vai para...

George Bush acusa Rússia de ter violado Carta da ONU e a "igualdade dos direitos dos Estados" ao ter entrado na Geórgia o mês passado...
in Público

21 comentários:

António Barbosa disse...

Prémio muito bem merecido na sequência da frase de Condolleza Rice que aquando do conflito entre a Rússia e a Georgia ter começado disse algo como : " não estamos nos anos 60 em que a Rússia invade um Pais vizinho e nada lhe acontece ".
O futuro tb é promissor com Sarah Pallin a dizer que se fosse necessário fazer uma guera contra a Rússia para defender a Georgia podiam contar com os Estados Unidos.
Enfim tudo bons rapazes e raparigas, extremamente católicos como manda ( vá-se lá entender ) e belicistas.
Já agora e para terminar eu proponho que no lugar ba Bandeira da ONU se coloque a Bandeira dos Estados Unidos...no fundo são eles que mandam naquilo tudo.
Bom post Numtiquibóques, o nosso amigo George tem andado longe aqui do palco.

Eric Blair disse...

de acordo com tudo, mas acho que não havia necessidade de insultar o gorila

Ana Camarra disse...

Eu também acho que não havia necessidade de insultar o gorila...
Depois o que me ocorre, lá em cima o António Barbosa já deu conta da falta de pingo de vergonha da piquena actual e da piquena que se quer seguir, as duas envergonham-me por serem mulheres...
Quanto ao George, já sabemos que é burro, estupodo e diz alarvices, mas há limites, caramba!
Ou estou com um misto de Parkinson/Alzheimer/Artereoesclorose ou morreu-lhe o ultimo neuronio, mas no minimo despeça os acessores que eu deixam falar em publico.
O resto da humanidade agradece!
(estou aqui a pensar tadinho do gorila, não havia necessidade...)

beijos

numtiquibóques disse...

Caro António, tempos muito maus se avizinham se os Americanos cromos que lá puseram o Bush se lembram de fazer dobradinha Republicana e avançar com o Mckain e a Sra. Sarah Pallin que por acaso até é casada com um dos maiores homens do petróleo do Alaska. Não me espantaria nada que depois desta medida de fachada do Bush salvar a economia Americana não começassem a pregar que a salvação está na continuação. Os tristes nem vêm que o que o Bush fez foi defender mais uma vez o Lobby Judeu que controla toda a economia e a imprensa Norte-Americana. Mas isso, nem eles, nem ninguém ainda se questionou porque defendem eles tão afincadamente Israel...

numtiquibóques disse...

Blair e Ana, estão a falar do Macaco do Bush, certo?

San disse...

parece que já se esqueceram do Reagan e da astróloga particular da Nancy....

António Barbosa disse...

essa deu hoje no canal História san...lol

Opinador disse...

Quando caiu o regime soviético o ocidente declarou a falência do comunismo. Agora a América é a primeira a dar a mão à China, que continua a dizer-se comunista mas que em matéria de direitos humanos não fica a dever nada à URSS e que com este sistema do 2 em 1 continua a enganar meio mundo e a fod*er a outra metade.
Resta perguntar se com a esta crise da economia neoliberal a arrastar o mundo para a falência e com os governos a terem de "amparar" a podridão com o dinheiro dos contribuintes, o ocidente considera que isto é, definitivamente, a falência do capitalismo.

'mega' disse...

'no caso dos states, a carta da ONU não foi violada.. foi sexo sim, foi bruto, mas de mutuo acordo, não foi violação!!'

António Barbosa disse...

lool mega...grande tirada, eheheh, nesse caso o consentimento foi totalmente relevante, a ONU gritou mesmo como na música dos Nirvana
" Rape Me ! "

numtiquibóques disse...

Bem Mega, nesse caso era um pouco difícil para os Russos conseguirem sexo consentido. A mulher é dos outros!

Francis disse...

chegam a ser ridiculos...

numtiquibóques disse...

Opinador e para os outros também, sobre capitalismo, leiam isto:

O fundo que o BCP tinha investido na Lehman Brothers chamava-se Millennium Prudente. Esta ironia é a melhor imagem dos tempos em que vivemos. Tudo é ilusão. E foi esta ilusão, a que se convenceu de que a economia global podia depender de um jogo de sorte e azar sem a intervenção reguladora dos Estados, que nos levou até aqui. Dependentes de gigantes financeiros que não podem falir sem deixar um rasto de destruição atrás de si, somos reféns da irresponsabilidade. No fim, cá estará o contribuinte para pagar o risco. Na AIG, na Fannie Mae, na Freddie Mac. Uma nacionalização na Bolívia, que nacionaliza os lucros da produção energética, é pecado. Uma nacionalização nos EUA, que nacionaliza os prejuízos de instituições financeiras, é inevitável. Nada que tire o sono aos nossos liberais intermitentes ou, mais grave, aos responsáveis por esta catástrofe. A crise não lhes chega a ombreira da porta. Em 2007, o CEO da Merrill Lynch recebeu 10,6 milhões de euros em bónus. O da Lehman Brothers ficou com 3 milhões. O da AIG, 2,7 milhões. O da Fannie Mae e o da Freddie Mac, um milhão e meio cada. Pelo seu excelente trabalho, claro.
Se as nossas economias estão de tal forma globalizadas que os gigantes financeiros não podem falir; se esses colossos jogam à roleta russa até ao limite da irresponsabilidade, inventando esquemas financeiros manhosos; se no fim quem paga a factura inevitável é o Estado, então o Estado tem de assumir as rédeas da economia para impor regras e transparência. As falências ou nacionalizações de gigantes, a crise dos alimentos por via da especulação, os preços absurdos dos combustíveis… Os sinais estão aí. O capitalismo selvagem pode bem ter, no final desta década, o seu muro de Berlim. Mas antes da derrocada, se não se importarem, seria útil responsabilizar quem, na política, nas empresas e nos jornais, nos meteu nesta alhada. Que pelo menos as culpas não sejam socializadas.

in "Futuro Comprometido"

http://futureatrisk.blogspot.com/

sa disse...

ahhahahaha. essa para rir.. tem memória curta o senhor!

as velas ardem ate ao fim disse...

Olha que até esta muito bem!

um bjo

mfc disse...

Haja respeito pelos gorilas!

Pulha Garcia disse...

Será G W Bush um homem muito burro ou um macaco muito inteligente? Será que poderemos estar perante um macaco muito burro? E quanto à malta ? bora lá fazer testes de QI comparativos com girinos?

SENSEI disse...

Pobre gorila a ser comparado com uma paramécia!

numtiquibóques disse...

Pulha, a grande dúvida aqui é saber se na separação do lixo o Bush conseguia fazer melhor resultados que os Macaco Gervásio. Isso é que não me deixa dormir!

numtiquibóques disse...

Sensei, não seja assim, temos de ver o lado altruísta da coisa. Para o Gorila é mau, mas para o Bush é um elogio! E isso também é importante!

Karocha disse...

É a trampa do costume!
Só faltava agora era que os idiotas arranjassem uma guerra na Europa, daasss!...