quinta-feira, janeiro 15, 2009

A ocasião faz o parvalhão


Estando uma caterva de jornalistas desportivos “à seca” no aeroporto, à espera de Maradona, eis que dá à costa o Eusébio, acabado de chegar de África.

Em parte para fazer horas, em parte para não dar a deslocação como perdida, uma vez que se suspeitava que El Pibe se iria escapulir pela “porta do cavalo”, resolveram acercar-se do moçambicano para as questões da praxe: Cristiano, Maradona, Benfica, …

Antipático e burro como sempre, negou-se rudemente a falar com os jornalistas. Só foi pena que não o tenham esclarecido que aquilo era só para “encher chouriços”, na medida em que ninguém está interessado na opinião de um desprovido de cérebro.

ps.(r) entretanto o Sporting foi vítima da mais requintada sacanagem: indecentemente roubado na Liga e na Taça, foi ontem descarada e intencionalmente beneficiado numa competição praticamente virtual, com o intuito único de calar, por uns dias, o incómodo Paulo Bento.

Esta é uma posta dedicada ao Frank, que tem uma loja na central de compras.

22 comentários:

blueminerva disse...

É... o Paulo Bento tanto cospe que lhe caíu na cara. É o que dá escarrar em demasia e por norma em sentidos errados.


Saudações benfiquistas

Eric Blair disse...

é a conspiração, minha amiga, a conspiração.
Saudações leoninas.

Karocha disse...

Também vou apanhar o avião.
Depois aviso Eric, mas não se vão ver livres de mim LOL
A vida deu-me outra oportunidade e vou agarra-la com unhas e dentes :-)

CãoSarnento disse...

Já passava pouco "cartão" a "futebois", mas desde que os telejornais começaram a dedicar os primeiros 20 minutos aos fora-de-jogo e aos erros de arbitragem, qualquer dia nem televisão vejo.
P*ta que pariu esta cambada de ignorantes (a começar pelos jornalistas)!

Eric Blair disse...

tu agarra-te, rapariga; não é altura para cair.

Eric Blair disse...

20 minutos aos fora-de-jogo, 15 à neve, 10 ao frio, e vamos para intervalo...

'mega' disse...

'mais uma posta a bem da já falada memória selectiva portanto... nunca deixes de ser assim amigo blair. abraço'

numtiquibóques disse...

Nunca consegui perceber este pensamento tão tuga que é ver uma data de jornalistas e teimar não falar com eles como se fosse alguma coisa de mais. Quem é o cabrão do Eusébio para se refutar a falar com quem quer que seja? Raio de presunção! Se bem que a nação agradece que ele não vocifere muito, ainda não me consegui parar com as consultas na terapia da fala por o ouvir dizer tantas vezes Pograma.

francis disse...

não sabia desta...eusébio é burro nada mais a dizer.
e os títulos ontem dos jornais ?
Maradona, um anormal do pior, mal criado, drogado, um péssimo exemplo, louvado com Deus ? O jeito que dá saber dar umas biqueiradas na bola.

um abraço aqui da makro e obrigadinhos pela lembrança.

Ana Camarra disse...

Eric

Estou feita contigo, não pesco um boi de futebol....

beijos
(pronto, mando beijos)

Eric Blair disse...

isso é o quê, Mega; a memória da selecção?

Eric Blair disse...

Pá, ele lá sabe porque é que reagiu assim, Nuntiq; às tantas pensava que lhe tinham descoberto um esqueleo no armário. Quem deve, teme.
Abraço

Eric Blair disse...

De qualquer das formas não era para ser uma posta intelectual, Frank. Foi escrita na toalha de papel do tasco enquanto esperava pelo rancho, mas já sob efeito do maduro tinto. Maradona é provavelmente o melhor jogador que eu vi, mas só isso. Dois casos de tipos a quem o cérebro foi escorregando até à ponta das gâmbias.

Eric Blair disse...

Que sorte a tua, Ana.
De qualquer das formas isto não era bem sobre futebol; como aliás todas as minhas postas: nunca são bem acerca de nada.
Beijos para ti também.

Karocha disse...

Tremoços são um marisco do melhor lololol

Ana Camarra disse...

São postas de bacalhau?!

Eric Blair disse...

são camarões dos amarelos, Karocha, num percebes nada.

Eric Blair disse...

ora aí está, Ana; até adivinhaste o meu almoço e tudo: "bacalhau à Milita". Só não sei se a Milita é a espaçosa cozinheira dona da tasca.

numtiquibóques disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
numtiquibóques disse...

Existe uma Milita bem espaçosa cozinheira em Proença-a-nova, beira Baixa, se foi aí, então a Milita é a cozinheira.
Bem visto, com as merdas que o Eusébio faz, putas e o caneco, não é de admirar que temesse que lá estivessem por mais uma bronca como aquela em que a polícia é chamada a uma casa onde uma Sra era agredida e às tantas o agressor era o Sôr pantera Negra. Saiu no Jornal e tudo. Quando? Há um ano.

Eric Blair disse...

Coincidências de Militas Cozinheiras.
Quanto à violência doméstica, anda normalmente associada à falta de cérebro.

mfc disse...

Huummm... é assim que te calam?!