quinta-feira, janeiro 24, 2008

Capitalismo simplex

Certos transplantes estão suspensos em Portugal, porque a legislação em vigor obriga a que se faça um seguro a favor do dador – seguro esse que as seguradoras se recusam efectuar.

A solução é simples: o Estado funda com esse propósito uma seguradora. Só é preciso não esquecer de a privatizar quando, daqui a uns anos, essa companhia de seguros estatal estiver a dar lucro.


ADENDA:
(segue a solicitada imagem. O texto e o link são bónus)




11 comentários:

Francis disse...

se não for muita maçada...agradecia.

bem haja.

Cristina disse...

eu tumbeim!

'gradecida.

Eric Blair disse...

vou encomendar a alguém mais habilitado e envio-vos por correio...

numtiquibóques disse...

Seguradora para quê? Não consegues futurar que tudo isto é uma forma concertada para acabar com as listas de espera nos hospitais?
E agora alguém pergunta:
- Quais hospitais?
- Aqueles dois e meio que ainda não fecharam.

Agora só falta diminuir um nadinha mais as reformas e livramo-nos dos velhos todos.

Eric Blair disse...

he he. O melhor mesmo é aumentar a idade de reforma para os 95 anos, Numtiq.
Preguiçosos!

'mega' disse...

'wanna be U.S.A. no seu melhor...'

numtiquibóques disse...

Mário Soares diz hoje no Público que 2008 vai ser um ano de viragem. Isto vem contrariar quem pensava que tinha sido apenas 1969.

San disse...

uma seguradora estatal sempre eram mais umas tenças para distribuir....

Eric Blair disse...

no seu pior, Mega, no seu pior

Eric Blair disse...

O Mário, Numtiq, o gajo que apesar de ter metido o socialismo na gaveta tinha mais esquerda no governo do que qualquer gutirres ou sócrates...

Eric Blair disse...

num achas que era uma boa, San?