quinta-feira, janeiro 03, 2008

Esclarecimento aos donos das tascas



Adenda (variáveis aparentemente não correlacionadas):

Engraçado que todos os dias lido com estes casos mas só quando toca a figuras públicas é que percebo como há 2 sistemas de Justiça :

- para o VIP

- para o cidadão comum

Um certo humorista de um certo "diz que é uma espécie", conhecidos por criticarem muito o sistema, usou o sistema a seu favor quando prevaricou.

O senhor José Diogo Quintela dos gato fedorento foi apanhado com 1,60 de Álcool (a partir de 1, 20 é crime) a este crime aplicam-se 2 preceitos :

- o Artigo 292 Código Penal - que prevê pena de prisão até 1 ano oupena de multa até 120 dias

- o Artigo 69 Código Penal - que nos casos do artigo 292 deve OBRIGATORIAMENTE ser aplicado como sanção acessória de inibição deconduzir de 3 meses a 3 anos.

Então foi assim:

- O Sr. humorista além de ter dito direito a estar numa sala no palácio de justiça à parte dos outros arguidos que fizeram o mesmo que ele (QUE BONITO EXEMPLO)

- pagou apenas 400 euros e saiu a conduzir o seu carro...

Meus senhores: nos casos em que defendi pessoas com álcool , muitas com menos do que este Sr. humorista os Juízes disseram-me sempre deuma forma autoritária :

- "Sr. Dr. desculpe mas não vale a pena argumentar ... em casos de Álcool a inibição de conduzir é SEMPRE aplicada "

E com pessoas com 1, 30 a 1,40 de Álcool além de pagarem a multa ainda ficavam 3 , algumas 4, meses sem conduzir.

Num caso concreto o arguido que defendi era motorista profissional de pesados ... argumentei que era a única pessoa que trabalhava no lar e que a condução era a ferramenta de trabalho deste cidadão ... ouvi da parte do Sr. Juiz UM ROTUNDO CORTA A PALAVRA porque segundo ele eu estaria a argumentar a favor de algo que ele não poderia conceder já que em casos de Álcool a inibição de conduzir era SEMPRE uma consequênciaobrigatória de se ter cometido o crime previsto e punido no Artigo 292do Código Penal.

Afinal no que ficamos? é esta a Justiça que querem que um Jovem Advogado acredite sem a colocar em questão?

Outra questão: esse humorista que tanta piada faz com os golpes do sistema e com os favores do sistema afinal serviu-se do sistema ...

Afinal ... o que eles querem sabemos nós ... querem fama e privilégios num sistema que eles atacam no que diz respeito a esses mesmos privilégios.

Que vergonha.
António Barbosa - Advogado

59 comentários:

velha gaiteira disse...

lindinho,
beijocas de BOm Ano para ti!

numtiquibóques disse...

Desculpe mas não percebi, não fumadores é para que lado?

'mega' disse...

'alguns animais mais iguais que outros...'

votarembranco disse...

Excelente

Continuo a espera da demissão do Sr. em causa mas com paciência porque como sempre acontece neste nosso país nada se passa

PintoRibeiro disse...

Dasse, K'mrd.
Bom fim de semana, abraço,

Francis disse...

esse gajo da ASAE foi o que deu a entrevista á revista do SOL ?

O caso do JDQ só vem reforçar o que todos nós sabemos.

Anónimo disse...

Um fotógrafo conhecido meu do Correio da Manhã foi ameaçado pelo ZDQ por este o ter fotografado na noite em que soprou o balão e novamente quando o tentava fotografar deitado no banco de trás do carro da Advogada dele onde se escondeu para entrar no palácio da justiça quando foi responder ao juiz.
Encarar que é bonito, como aliás apregoam no programa, está quieto...
No fundo é um triste!

NS

numtiquibóques disse...

Sobre o Sr. ZDQ só me vem à cabeça neputismo.

votarembranco disse...

numtibóques

Não será deferência demais chamar a pessoa em causa por Sr.
É que os Srs. assumem os seus erros de frente não deitados no banco de trás do carro da advogada.

Anónimo disse...

"nunca a lei tornou o homem mais justo" ... onde é que eu já li isto


seu_misha

Inha disse...

Sem comentários.


BFS*

Piotr Kropotkine disse...

ó companheiro já devias saber que a lei é uma puta....duma equação diferencial não linear.....tudo depende do gajo que vai linearizar a função....

San disse...

quase que me apetece voltar a fumar!pelo menos da fama não me livro, desde que decidi acompanhar o meu pessoal amigo ao portão, na pública exposição dos seus hábitos perniciosos e deliciosa, indispensável companhia. felizmente não chovia (da chuva ácida dos subúrbios ninguém fala, claro).

António Barbosa disse...

Permitam-me...para os leitores menos atentos a seguinte ressalva :

- Eu fiz o triste e patético texto sobre a questão do Gato Alcoolizado no entanto já ouvi pessoas perguntarem o que é que o fumo tem a ver com o tratamento VIP do Gato, eu pedia o favor a essas pessoas de antes de me escreverem a insultarem olharem ao pormenor " Excepto para o Presidente da ASAE " com a ironia " Adenda - variáveis APARENTEMENTE não correlecionadas "
Agradecia que antes de ofenderem por mail puxem um pouco pela cabeça.
E desculpem a intervenção , de facto basta dizer-se algo para se ser logo ofendido.

António Barbosa

migvic disse...

Não existe Justiça.

O que existe, e algumas vezes é o cumprimento da lei, que é algo diferente.

charlito disse...

Afinal vou treinar o meu filho para humorista e não para futebolista. Não para que conduza com alcool, mas porque passa a fazer parte dos fora-da-lei (sinónimo de acima da lei do povo).

Eric Blair disse...

Caros e caras amigas,
Estou espantado e sensibilizado com o rebuliço que esta posta gerou, inclusivamente com o aparecimento de cars novas. Atirei-a para aqui e, infelizmente, não tenho tido tempo de cá vir deitar o olho. Espreitei agora que terminei de trabalhar – às 3 e meia da matina, mas vou mas é tirar bilhete ali pró colchão mais próximo, que amanhã de manhã é dia de bola.
Amanhã, com calma, falamos.
Hasta

Anónimo disse...

Caro Sr. Advogado

Vá ler, se faz favor: http://www.portugaldiario.iol.pt/noticia.php?id=899109&div_id=291

Se quisesse, também tinha a mesma pena. Que culpa tem o humorista da ignorancia dos outros prevaricadores?

A inveja é muito feia...

as velas ardem ate ao fim disse...

Bom Ano!

bjo e bfs

Eric Blair disse...

Fónix, pá, tanto anónimo! Um anónimo é a favor, outro contra; um gosta e outro não; um concorda, outro discorda e um terceiro assim assim não sabe não responde. Um pega-se com outro e outro insulta e outro também não; e mostra provas e o outro irrefutáveis, e um gajo que se amanhe, sem saber ainda por cima se não são todos os mesmo.
Ó pessoal, crismem-se, pá! Podem ser anónimos na mesma, mas ajudem aqui o pessoal a gerir a tasca. É rápido e inócuo. Deixo-vos algumas sugestões:

•António Buceta
•Benedito Camurça
•Carabino Tiro Certo
•Colapso Cardíaco
•Éter Sulfúrico
•Hidráulico Oliveira
•Hypotenusa Pereira
•Otávio Bundasseca
•Pai Filho do Espírito Santo Amém
•Sansão Vagina
Ou o clássico
•Um Dois Três de Oliveira Quatro

A comichão de festas agradece

Eric Blair disse...

Quanto ao gajo do fumo, num país a sério o assunto era resolvido a tiro, mas com um prévio murro nos cornos. É o mesmo gajo que disse que havia 20% de tascas a mais em Portugal relativamente ao resto da Europa, por se fechassem não haveria mal nenhum. Passados uns dias o discurso era igual, mas em vez de 20% eram 50%.
Está tudo dito quanto à besta, e também já deu para perceber que é daqueles que só desalapará com uma espátula e um chuto no cú.

Eric Blair disse...

Entretanto parece que também há praí uns tais de cruzados modernos sempre dispostos a defender os poderosos dos ataques dos fracos e oprimidos; uma espécie de templários lambe-cús sempre alerta para recolher qualquer migalha ou caroço mal chupado. Ficamos todos muito sensibilizados e aproveitamos já o ensejo para apresentar a nossa solidariedade pessoal, formal, informal, institucional, oficial e offtherecordal para com o jetsete, oito, nove, dez, onze, doze, treze e catorze, que tanto quanto nos é dado saber são os graus hierárquicos disponíveis.

António Barbosa disse...

Sr anónimo...é assim que quer que lhe tratem e que se sabe assumir :

A ignorância é sua por não entender isto :

- O favorzinho do sistema está lá todo escarrapachado na mesma, ninguêm disse que a suspensão provisória do processo não seria uma possibilidade mas fica você a saber que essa suspensão provisória do processo é pedida várias vezes e ao zé pagode e é quase sempre inferida, ou seja :

- o Sr Anônimo só me veio dar mais razão ainda o que desde já lhe agradeço porque o zé pagode vai sempre a julgamento e em Julgamento as regras são precisamente essas e era à fase do Julgamento que eu me referia...ou seja : o Gato nem sequer a Julgamento vai, não porque a Suspensão provisória do processo não seja pedida por outros como já pedi algumas vezes mas porque o Juiz de Instrução decide quase sempre quanto ao Zé pagode levar a Julgamento.
O sr. Anónimo está a ser ingênuo quando não entende que a supensão provisória do processo é uma faculdade que cabe ao Juiz decidir de forma discricionária sob proposta do MP.
E que no caso do Gato foi aplicada...leve lá o Sr Anônimo e vai ver um despacho de indeferimento.
Quanto à inveja fica tb o Sr. Anônimo a saber que a decisão quanto à suspensão provisória do processo não depende de mérito ou demérito algum do Advogado, é uma faculdade do Juiz sob proposta do Ministério Público.
O mesmo Ministério Público que no Zé pagode nem coloca a hipótese, acusa logo para julgamento.
Ou seja : você é que está a ser ignorante porque pensa que o facto de um instituto estar presente na lei ele é sempre usado seja qual for o cidadão...fique a saber que o seu uso neste caso só reforça a minha Idéia de que houve um favor do sistema.
Tb quanto á inveja...eu felizmente não tenho inveja de ser parceiro na favorzinho do Ministério Público e do Juiz de Instrução a esta figura.
Só mesmo um ignorante acha que o facto de estar previsto na lei se vai aplicar a todo o cidadão.
Obrigado por ter potenciado a minha critica ao sistema....

António Barbosa

António Barbosa disse...

Ahahahahah Eric Blair , esse último post disse tudo...

votarembranco disse...

A "noticia" do Portugal Diário é uma não noticia porque se limita ao ouvir o que a advogada do JDQ disse.
Uma noticia feita por um JORNALISTA (a colocação em maiúsculas não é por acaso) seria assim:
ouviria a opinião da advogada mas em contrapartida ouviria a opinião de outros advogados com experiência em casos semelhantes ou então procurava as estatísticas para ver se o tipo de condenação era igual.

O juiz deste caso perdeu uma boa oportunidade de ao contrario de suavizar a coisa a tornar num exemplo já que o mediatismo da pessoa em causa iria se encarregar da sua divulgação e que teria certamente um efeito dissuasor junto dos seus jovens fans.

António Barbosa disse...

nesse caso...seria bastante eficaz ao nivel da chamada prevenção geral, concordo em absoluto desde que não se torne a figura pública num instrumento da Justiça.
é precisamente esse o ponto que me preocupa : no futuro os outros arguidos vão dizer " mas aquele aconteceu apenas aquilo " , cria-se um precedente complicado.

Eric Blair disse...

Tal e qual, Votador em Branco.
Quer o primeiro quer o segundo parágrafos: curto e objectivo.

Eric Blair disse...

Agora já não concordo, ó Barbosa; quando no futuro arguidos disserem: "mas aquele aconteceu apenas aquilo", o Juiz limitar-se-á a responder: "ó amigo, não basta ser fedorento; aquele é uma figura pública e você não. As leis são diferentes em função do grau hierárquico do arguido, sua besta"
:)

votarembranco disse...

eric blair

A palavra com que finalizou o seu post era referente ao juiz, não era...

Eric Blair disse...

claro, claro :)
Hasta, compañero

cadeiradopoder disse...

Penso que o tribunal que aplicou essa pena poderia dar uma achega sobre o fundamento legal para a não aplicação da proibição de conduzir...

António Barbosa disse...

Fundamento legal para a suspensão provisória do processo ele existe mas é a velha história : leva lá 10nessas condições e 9 vão a julgamento.
E num Pais onde tanto se apregoa a mudança de comportamento de quem conduz na estrada a ida de uma figura pública a Julgamento teria um efeito de prevenção geral importante.
O Tribunal pode dizer que há fundamento legal como disse a Advogada mas levem lá um arguido que ninguêm conhece e vão ver a suspensão provisória do processo não ser aplicada.

Eric Blair disse...

meus amigos, é ler a tabuleta que há quase 3 anos tenho pendurada à porta da tasca "nunca a lei tornou o Homem mais justo"

António Barbosa disse...

" à porta da tasca " ...lol
O user cadeiradopoder voluntaria ou involuntariamente tocou também noutro problema da Justiça em Portugal : O mutismo face à Sociedade Civil, uma constante negação em explicar ao cidadão qual a tarimba aplicada, veja-se aquela confusão em redor da criança que levou à detecção do Sargento Luis Gomes, grande parte dos Portugueses a questionarem-se sobre o teor de certos acordãos e os Srs Juizes pura e simplesmente fizeram a criança andar tipo bola de pingo-pongue.

Não digo em cada sentença uma explicação mas há uma grande distância dos Juizes em relação á vida concreta, em relação à realidade do cidadão.

Eric Blair disse...

Se tu o dizes, AntºBarbosa, que vives nesse meio, quem sou eu para o contrariar. Mais a mais penso o mesmo.
Já deves conhecer aquela clássica mas verídica do tipo que matou outro à sacholada por um problema de águas, e que aos ser interrogado pela jovem juíza explicou que saiu de casa com a sachola para ir regar; ao que a juíza terá perguntado se não levou também regador e/ou mangueira; ao que o homem terá dito que não, que só ia com a sachola. Aí a juíza: "então ia regar com uma sachola!?! Como é evidente, há aqui uma premeditação; queria a sachola para quê, hem!!"

Cila disse...

Feliz ano 2008...que começou com um belo orwell

beijokas

Dinada disse...

Este poste está com muito 'caché' de comentários :D

Ah, Bom Ano e não me apetece discutir questões jurídicas mas que o Quintela e o ASAEO mereciam uma carga de porrada, ah mereciam...

Prontes!

Eric Blair disse...

é não é Cila? Para ti também, rapariga.

Eric Blair disse...

Bom ano, Dinada. E não desapareças; prontes :)

Pipinha disse...

Estou como o mega, aliás, parafraseando um tal de George Orwell, "todos os animais são iguais, mas alguns, são mais iguais do que outros"! Besitos e bom ano!

Francis disse...

camarada, tás a gostar tanto que nem mudas esta cena...vá vamos a dar a manita en el ordenador...

Anónimo disse...

dassssssssseeeeeee...

ó blair põe respeito nesta merd....
Divide a malta em 2 e vamos resolver esta treta a bofatada...


aquele abraço

seu_misha

Pipinha disse...

E esqueci-me, a frase é para o presidente da ASAE! Há muitas coisas aí que o tal António Barbosa devia esclarecer... Nem tudo o que vem nos jornais é verdade... E há coisas que não se sabe como realmente aconteceram... Besitos

Eric Blair disse...

O tal do Orwell sou eu Pipinha, mas não queria que ninguém soubesse! Quem foi que te disse?!!
E besitos, pronto.

Eric Blair disse...

claro, ó Frank; então estou a bater recordes pessoais, mínimos olímpicos e o escafandro, pá; let it roll pá

Eric Blair disse...

Aí, Seu Misha, tás encarregue da cena. Depois manda-me as listagens e eu organizo o confronto, na bairrada, com uma passagem por fátima e uma futebolada no fim.

Eric Blair disse...

Pá, Pipinha, o amigo Barbosa a esta hora já foi silenciado pela stasae ...

Eric Blair disse...

acabo de ouver ali na 2 o Francisco George a dizer que, basicamente e de forma muito discreta, o presidente da asae é uma besta

António Barbosa disse...

A minha lista de Mails enviados e não respondidos,de SMS enviados e não respondidos e de bloqueios no messenger é tão vasta que cheguei à conclusão lúcida que aos 34 anos os meus esclarecimentos mais confundem do que aclaram...
Eu não fui silenciado pela Stasae mas confesso que já fui expulso de uma boa dúzia de fórums...

António Barbosa disse...

O que ainda é pior...numa democracia de fachada...

Eric Blair disse...

Por aqui ainda tens que te esforçar muito antes de seres expulso, caro Barbosa.

Francis disse...

ainda vais a pequim pá.

Eric Blair disse...

ora cá vai mais 1cm, pá

absorbent disse...

a dinada é q tem razao, quando se chega a este ponto, é de estaladas para cima. e isto de vindo de mim, q sou uma pessoa muito pacifica, quer dizer muito...

Eric Blair disse...

a tiro, Absorbent, a tiro!

Gi disse...

Belo post e grandes etiquetas, a caixa de comentários está que ferve!
Pus as etiquetas no meu blog, com os créditos devidos, Eric, espero que não se importe.

Eric Blair disse...

Aqui a malta só tem a agradecer a disseminação, Gi.
Até breve.

votarembranco disse...

Recebi este e-mail excelente

A ASAE PRENDEU O CARDEAL PATRIARCA

É a notícia do dia, a ASAE decidiu inspeccionar uma missa na Sé de
Lisboa para inspeccionar as condições de higiene dos recipientes onde
é guardado o vinho e as hóstias usadas na celebração. Depois de
sugerir ao cardeal que se assegurasse que as hóstias têm um
autocolante a informar a composição e se contêm transgénicos e que o
vinho deveria ser guardado em garrafas devidamente seladas, os
inspectores da ASAE acabara por prender o cardeal já depois da missa,
depois de terem reparado que D. José Policarpo não procedia à
higienização do seu anel após cada beijo de um crente.

A ASAE decidiu encerrar a Sé até que a diocese de Lisboa apresente
provas de que as hóstias e o vinho verificam as regras comunitárias de
higiene e de embalagem, bem como de que da próxima vez que cardeal dê
o anel beijar aos crentes procede à sua limpeza usando lenços de papel
devidamente certificados, exigindo-se o recurso a lenços descartáveis
semelhantes aos usados nos aviões ou nas marisqueiras desde que o
sabor a limão seja conseguido com ingredientes naturais.

O Jumento sabe que a ASAE ainda inspeccionou a sacristia para se
assegurar que D. José, um fumador incorrigível, não andou por ali a
fumar um cigarro, já que não constando nas listas dos espaços fechados
da lei anti-tabaco as igrejas não beneficiam dos favores dos casinos
pois tanto quanto se sabe o inspector-geral da ASAE nunca lá foi
apanhado a fumar uma cigarrilha.

Eric Blair disse...

eh eh, muito bom.